poema gol do brasil


É uma voz entalada na garganta
Silenciada pela censura e por dores
É o doente sofrendo sem cura
Verde, amarelo, azul, multicolores

É uma cera tampando a vergonha
É tanto lixo embaixo do tapete
Nessa luta onde o pobre nunca ganha
E se mostrar a cara entra no cassetete

Afinal é ano de copa
E a copa vai ser no Brasil
Vamos construir muitos estádios
Vamos mostrar que temos o melhor futebol
E enquanto a bola rola, voa, rebate
E um time perde, ganha, fica embate
Nos corredores dos hospitais morre mil

E o grito "É GOOOOOOOOL" ecoa na arena
Fazendo calar a verdadeira voz do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário

Necessidade de adicionar uma imagem? Utilize este código [img] IMAGE-URL-aqui [/img]