Crente pode usar produtos piratas?

Hoje este blogue trás um tema um tanto polêmico. A pirataria tem entrado na sociedade de uma forma assustadora e infelizmente tem chegado ao meio evangélico. A pirataria tem crescido muito ultimamente. A maioria das pessoas que não pode comprar um produto "de marca" (ou  até pode mais quer economizar dinheiro) geralmente optam por um objeto similar ao original mesmo sabendo que este possui qualidades e durabilidades inferiores a daquele.

Hoje a abrangência e tipos de produtos piratas é assustador. Existe desde brinquedos infantis a produtos de construção civil falsificados. CD's, DVD's, jogos, etc. E quem adquire um produto pirata está desvalorizando aquele que realmente é digno do salário: quem patenteou a obra, quem fez com qulidade. E a Bíblia Sagrada diz: "Ai daquele que edifica a sua casa com injustiça, e os seus aposentos sem direito, que se serve do serviço do seu próximo sem remunerá-lo, e não lhe dá o salário do seu trabalho." Jeremias 22.13.
Você pode estar pensando: "Eu não compro CD ou DVD pirata". Tudo bem. Mas deixa eu fazer uma pergunta: O WINDOWS de seu computador é original ou pirata? Você não compra CD's piratas mas baixa as músicas que quer em sites negros na internet? Quando não pode pagar por um software que venceu o período trial procura o serial ou cack na internet? Estamos tão acostumados à pirataria que não percebemos que estamos praticando o crime. Mais ainda dá tempo para mudar.
Como abandonar o "vício" da pirataria? A primeira coisa é procurar conhecer os direitos e patentes do fabricante. Existe muito produtos baratos que não são piratas. Você pode encontrar um celular touch por R$ 300,00 original  de qualquer fabricantes como LG, Samsung, Nokia, etc.; mas se você encontrar um iphone sendo vendido por esse preço ou não sendo fabricado pela Apple pode cair fora que é falsificado, ou seja pirata. Outro exemplo é o Sistema operacional Windows. Se você for em uma loja de informática para formatar seu computador e eles cobrarem só R$ 70,00 pode ficar de olho aberto que estará rodando produto pirata. O preço do Windows original varia entre R$ 250,00 e R$ 350,00. E você não tem desculpa para ficar usando produto pirata. Assustou? Então fica calmo. Eu já sei que nem todos podem pagar tão caro por um sistema operacional. Eu também já usei Windows pirata até que descobri que existem sistemas operacionais livres e gratuitos como as distribuições linux: Mandriva, Ubuntu, Fedora, OpenSuse e outras que funcionam tão bem e, talvez melhor, que o sistema operacional da Microsoft.
Espero que estas dicas venham servir. Que Deus lhe abençoe grandemente.

Por favor, compartilhe!

  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

Nenhum comentário :

Deixe uma resposta

Scroll to top